Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor


TRADUTOR/TRADITOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified translator

ORA A HORA



Comentários recentes


Favoritos




Mensagem de Boas Vindas

Este blogue é feito por Amigos para Amigos, porque a Amizade é uma das melhores coisas da vida. Quem vier por bem será bem acolhido. Sejam bem vindos!

Coisas do reino

por Henrique Antunes Ferreira, em 29.01.16

 

 

Curiosas as denominações das prendas que sempre trazemos para amigos e familiares a relembrar tempos passados que ficaram na terminologia de cá: azeite do reino, chouriços do reino, azeitonas do reino e claro bacalhau, mas este não é do reino. Ou seja, é capaz de ser, mas do “reino” actual que é uma república. Dom Duarte Pio de Bragança não é para aqui chamado embora seja considerado pelos monárquicos (poucos) pretendente ao “Reino” de Portugal e daí a referência a par do azeite, dos chouriços e das azeitonas.

 

Além disso há outros pretendentes, mas no caso presente são ao “reino” dos CD, DVD et aliud. Mesmo gente da alta, brâmanes incluídos, médicos, advogados, engenheiros, farmacêuticos e outros pedem-nos para trazer músicas interpretadas pelo Quim Barreiros, pelos Carreiras, pai e filho, pela Romana, Agata, Roberto Leal, Ruth Marlene, todos eles fazem parte daquilo que é conhecido como música pimba.

 

A caminho de Margão, a segunda cidade do estado de Goa, maior e mais importante no que respeita ao comércio, representações de firmas estrangeiras e outras coisas mais do que a capital Pangim, ou Ponjé (em concanim) ou Panaji (termo oficial, que quase só se utiliza em documentos ou letreiros oficiais) ou ainda a Nova Goa. Mas nesta é que está o poder – e o dinheiro do turismo e das minas. Goa é o menor dos estados da Índia, mas o que tem o PIB maior. No carro vou recordando o caminho musical a que tenho assistido desde 1980, a primeira vez que visitei o território.

 

Não me parece importante registar as épocas, mas recordo os cantores que durante estes 35 anos eram “encomendados” pelos respectivos fãs: à cabeça a Amália, e logo a seguir o Carlos Ramos, o Carlos do Carmo, a Hermínia, a Maria de Lourdes Resende, a Simone de Oliveira, a Madalena Iglésias, o Tony de Matos, o Tristão da Silva e etc. Era o fado no seu apogeu. Quando chegaram a Mariza, a Ana Moura, a Aldina Duarte, o Zambujo e o Camané, os goeses já não lhes ligaram grande importância.Adeus fado que te foste à vida... Tinham-se mudado para o pimba… Porém ainda há um concurso de fados. O mais curioso é que os intérpretes não falam… português!

 

Volto, entretanto, aos alimentos que vinham do reino e mantiveram essa denominação. É bem o exemplo da herança lusitana, a par com outras tais como as denominações de pratos da gastronomia goesa que tem pouco a ver com a indiana. O sarapatel é o descendente do sarrabulho, o vindalho é a vinha d’alho, a fijoada é feijoada, os croquetes picantes são os nossos croquetes com rolão (pão ralado) e tudo. São muitas as receitas dos portugas a que se juntaram os temperos da região.

 

No entanto, há um facto que me entristece. No Magson’s a maior cadeia alimentar da Índia e naturalmente de Goa. Nas suas prateiras pode encontrar-se azeite espanhol, italiano, grego, marroquino, tunisino, líbio e até argelino. Português, nicles. Queijos importados de todas as origens e paladares, da Serra nem vê-lo. Com as cervejas passa-se o mesmo. Só ano passado consegui descortinar garrafas minis de Super Bock. Aguardentes velhas ou novas nem com um telescópio…

 

Quem chega pela primeira vez a esta terra abre a boca de espanto ao dar com a farmácia João Silva ou a loja Lembrancas (faltam por cá os cês cedilhados, mas o til ainda se consegue arranjar), há o café Central e outro Real. No Jardim Garcia de Orta pode-se encontrar o clube Vasco da Gama. Muitos mais exemplos poderia o escriba alinhar, mas, para já, não pretendo fazer a lista telefónica que, por acaso – ou não – está bem recheada de Menezes, Mascarenhas, Gracias, Barbosas e, como não podia deixar de ser, Silvas e Xavieres. Isto porque o santo continua a ser o apóstolo das Índias e do restante Oriente…

 

Por ignorância congénita o autor confessa que - neste momento - não sabe como ilustrar este textículo. Quando souber - se algum dia souber... - voltará aqui para inserir as gravuras. Desculpem e muito obrigado

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Cidália Ferreira a 29.01.2016 às 20:49

Grande jornalista me saiu :-) Gostei de ler

Tenha, em conjunto com a sua família um feliz fim de semana.

Beijo de boa noite
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 30.01.2016 às 06:11

Cidáliamiga

Muitíssimo obrigadérrimo pelas gentis palavras!

Realmente sou um grande jornalista: 116 quilitos... E já tive mais.

E agora um pedido: como perdi de novo TODOS os endereços de imeile, se puderes enviar uns quantos que tenhas da "nossa" malta, incluindo o do Francisco Seixas da Costa etc. Muito obrido e desculpa-me a chatice.

Qjs picantes do Leãozão.

O meu novo imeile é henrique20091941arrobagmail,com

Não consigo escrever o arroba...
Sem imagem de perfil

De Graça Sampaio a 29.01.2016 às 22:16

Nem precisa de ilustração! Só a descrição e as referências chegam bem para nos fazer inveja de não conhecermos - nem podermos vir a conhecer - essas maravilhas!

Beijinhos e abraços e BOAS FÉRIAS!!!
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 30.01.2016 às 06:18

Gracinhamiga

Palavras muito bonitas - o que não é de admirar... Vindas de tu (???) têm de ser assim

Quanto ao pedido dos endereços de imeiles - nicles... Continuo à espera deles, desiludido, desanimado,i desinfeliz e outras coisas mais. Abusas de mim porque sou picaninho,,,

Bjs da Raquel e, ainda assim, qjs picantes do Leãozão
Sem imagem de perfil

De Gonçalo pereira a 31.01.2016 às 09:25

Henrique, os anos podem passar, mas o repórter de olhar agudo e atento ao pormenor continua. Gostei. Pelo texto, entrei na Índia, que nunca visitei, e no paradoxo das famílias que se identificam com uma portugalidade indefinível. Gostei. Manda mais.
Abraço leonino.
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 31.01.2016 às 12:03

Gonçalamigo

Muito obrigado; tratas-me com miminhos...

Estava à tua espera ansiosamente!!! Passo a inspilicar:

Mal chegado a Goa e tentei abrir o imeile do sapo. Resposta está SUSPENSO!!!!!! Parece-me sou perseguido, estou na lista negra! Uma porra!!!

Tive de abril MAIS UM NOVO IMEILE. Com a ajuda do especialista de informática, Haris Maddkaikar, 23 aninhos, (agora meu "neto" porque me "adoptou" como avô, porque os dele já tinham falecido quando ele nasceu... )

Ele criou o ferreira20091941(tenho uma avaria porque não consigo pôr o arroba)gmail.com - mas da Índia

Lá se foram mais ua vez os desgraçados endereços... Estou fod..., ops, fornicado. Por isso te peço para mandares de novo os que tinas em teu poder. Muito e muito obrigado. Oxalá leias este pedido...

Abç (picante) do Leãozão
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 31.01.2016 às 12:24

Gonçalamigo

Muito obrigado; tratas-me com miminhos...

Estava à tua espera ansiosamente!!! Passo a inspilicar:

Mal chegado a Goa e tentei abrir o imeile do sapo. Resposta está SUSPENSO!!!!!! Parece-me sou perseguido, estou na lista negra! Uma porra!!!

Tive de abril MAIS UM NOVO IMEILE. Com a ajuda do especialista de informática, Haris Maddkaikar, 23 aninhos, (agora meu "neto" porque me "adoptou" como avô, porque os dele já tinham falecido quando ele nasceu... )

Ele criou o ferreira20091941(tenho uma avaria porque não consigo pôr o arroba)gmail.com - mas da Índia

Lá se foram mais ua vez os desgraçados endereços... Estou fod..., ops, fornicado. Por isso te peço para mandares de novo os que tinas em teu poder. Muito e muito obrigado. Oxalá leias este pedido...

Abç (picante) do Leãozão
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Pereira a 31.01.2016 às 16:54

Caríssimo,
Rejuvenescido por mais uma vitória arrancada a ferros, respondo agora. Vi a tua mensagem. Respondi-te por email, com cerca de 400 endereços electrónicos retirados de uma mensagem tua de há alguns meses. Confirma só que recebeste essa mensagem no teu novo email.
Forte abraço, cheio de inveja pelos calores goeses,
Gonçalo
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 01.02.2016 às 04:47

Gonçalamigo

Já seguiu agradecimento a tu(não gosto de ti, ops, do ti...). Nomeio-te a partir de hoje Cavaleiro da Ordem da Salvação!

E viva o Sporting!

Abç (picante) do Leãozão
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 01.02.2016 às 02:33

O mais curioso é que, por onde passámos, tivemos e temos o mesmo comportamento, FerreirAmigo.
Parece que Portugal começa a descobrir Macau ao fim de quase cinco séculos e quando já não é potência administrante.
Agora é que se exporta mais para aqui, é abrem aqui delegações de empresas portuguesas, é que se percebe que, através de Macau, se pode chegar à China.
Seremos burros???
Aquele abraço, beijinhos à Raquel, boa semana
Sem imagem de perfil

De Graça Pires a 01.02.2016 às 11:39

Assim vou conhecendo, aos poucos, as preferências, o dia a dia dos goeses e as maravilhas de Goa, graças às suas descrições. Obrigada meu amigo.
Beijo.
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 05.02.2016 às 07:19

Gracitamiga

Muito e muito obrigado; tento fazer o que posso e aproveitar os (poucos) conhecimentos sobre Goa...
Sem imagem de perfil

De saudi a 04.02.2016 às 13:51

thx

تصميم مواقع

(www.un4web.com)


thx

شركة تنظيف بالرياض

(www.aldawlya.net/page.php?id=43)


thank you

حراج السيارات (www.saudiauto.com.sa)



-----
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 04.02.2016 às 19:08

Thxamigo

بالنسبة لي تأتي في عربة! وتدع نفسك أشرطة لأنني جيدا لك لبني الإسلامية نريد من الجميع أن يكون الخوف من أنت. ولكن، كن حذرا في كثير من الأحيان يذهب جرة المصدر أن يوم واحد يمارس الجنس مع ما يصل. تدع نفسك الدولة الإسلامية، ويذهب إلى الجحيم !!!
Sem imagem de perfil

De Majo a 22.02.2016 às 21:24

~~~
Enganas-te, querido afilhado, o bacalhau também é do reino.

Sim, senhor! Do reino da Noruega.

Durante a república, este pais de navegantes, foi perdendo
os barcos e atualmente, estamos em vias de perder os aviões.

Não falta muito para nos restarem - apenas - os burros...


~ Essa denominação «do reino» é deveras interessante!
~ No Brasil, ficou somente «pimenta do reino» para designar
a pimenta preta.

~~~ Beijinhos amigos. ~~~~~~~~~~~~~~~~
Sem imagem de perfil

De ana a 29.03.2016 às 09:18

Amigo Henrique,
Maravilhoso.
Adorei.
Era fácil, um exemplo de coisas do reino: fotografar a placa do Sporting que existe em Pangim; a placa do restaurante português e indiano que tem o fado da Amália, não me recordo do nome mas é numa transversal da rua que dá para a Casa da Fundação Oriente.
Uma viagem encantadora.
Beijinhos.:))

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor


TRADUTOR/TRADITOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified translator

ORA A HORA



Comentários recentes


Favoritos