Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor


TRADUTOR/TRADITOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified translator

ORA A HORA



Comentários recentes


Favoritos




Mensagem de Boas Vindas

Este blogue é feito por Amigos para Amigos, porque a Amizade é uma das melhores coisas da vida. Quem vier por bem será bem acolhido. Sejam bem vindos!

Testículos ou tomates

por Henrique Antunes Ferreira, em 29.05.16

2-general-practice-waiting-room-adam-gault.jpg

 

Na sala de espera do dentista onde me encontrava desde o Quaternário (impressão minha dada o atraso do ilustre clínico pois a consultava marcada para as 15:00 TMG e com o decorrer lento do tempo, já eram 22:30 também TMG) entrou um senhor preto de óculos escuros, vestindo um fato branco e sobraçando uma pasta Camel de cabedal puro. Do animal que o fornecera bem contra vontade, eu não fazia a mínima ideia; não sou especialista em couros, mas posso afiançar que não era imitação em plástico.

 

A empregada do atendimento, perguntada pelos doentes se o doutor já chegara, há horas que respondia que não, mas estava quase. Havia mais pessoas à espera do odontologista todas com cara de caso, lendo as tradicionais revistas de há dez meses – se não mais – jogando em smartfones, telefonando para um familiar que se encontrava na Patagónia, alguns ouvindo música através de auriculares, outros ainda classificando o atrasado com vocábulos impublicáveis mas com os quais  as parceiras e os parceiros concordavam. Enfim, o habitual.

 

  O senhor preto que entrara (que em linguagem politicamente correcta devia ter chamado africano, mas há-os

closeup-happy-old-black-man-smiling-camera-2570687

 

também brancos, mestiços, mulatos e similares, por isso fico na minha e também porque sei que negro nos EUA é pejorativos, eles dizem black people) depois de se ter informado na menina do balcão deitou os olhos pela assistência em busca de cadeira. Mas, ai, estavam todas ocupadas…; por via disso o cliente num gesto de grande dignidade e alguma esperança decidiu-se por esperar de pé.


 No assento ao lado do meu encontrava-se um sujeito da minha colheita de quarenta que falava em decibéis bastante menos simpáticos. De quando em vez baixava o tom da voz e consultava o relógio, aliás um Rollex verdadeiro e em ouro, e murmurava um qualquer comentário mas mesmo assim perfeitamente audível. O médico atrasado creio que não gostaria de ouvi-lo até pelos calões que o cavalheiro usava. No entanto ouviam-se uns tem toda a razão.

e1e438db0ae35fa98110f3677cf8ab5b.jpg

 

A empregada levantou-se e foi abrir a porta de entrada pela qual penetrou um homem com cara de assassino, ainda por cima mal disposto: era o estomatologista. Nem as boas noites deu, muito menos pediu desculpa do atraso. Há homens assim e por isso falei com os meus botões que o senhor Darwin tinha razão. Entrou no seu gabinete do tipo inquisitório qual Torquemada preparando mais um auto-de-fé.

 

Mesmo assim renasceu a esperança no atendimento embora bastante tardio e a gente entreolhou-se; uma senhora obesa avançou convictamente: era a primeira da lista de marcações que um computador apresentava. Nisto tocou o intercomunicador, a empregada travou a cliente e chamou o senhor de fato branco. Fechada a porta do consultório já com o cidadão lá dentro, o meu colega de assento falou alto e bom som que andara na guerra do Ultramar e para ele os pretos apenas eram alvos das G3.

 

Por-que-tu-testiculo-izquierdo-cuelga-mas-bajo-que

 

Não se ouviram aplausos mas a concordância era evidente; porém a recepcionista respondeu que o senhor de fato

branco e pasta Camel também andara na guerra colonial vestindo a farda do exército português e fora lá que uma mina lhe partira os maxilares e arrancara quase todos os dentes por ter-lhe rebentado na cara. E acrescentou que ainda fizera mais estragos: cegara-lhe uma vista partira-lhe uma perna e também ficara sem os testículos. Por isso passara à frente da restante clientela. Fez-se um silêncio na sala. E do fundo dela surgiu uma voz: agora é que vamos ver quem tomates - pretos?’

Autoria e outros dados (tags, etc)


27 comentários

Sem imagem de perfil

De Teresa Hoffbauer a 30.05.2016 às 23:43

Só que o meu ministro de cadeira de rodas não come jovens gregos à sobremesa.
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 31.05.2016 às 00:00

Teresinhamiga

Poizé. Tenta comer os Portugueses - mas estamos a tentar que não nos engula. Heil Schäuble!!!
Sem imagem de perfil

De Teresa Hoffbauer a 31.05.2016 às 02:02

O Dr. Wolfgang Schäuble não quer comer os portugueses que são pouco apetitosos...
Imagem de perfil

De Henrique Antunes Ferreira a 31.05.2016 às 18:41

Teresinhamiga

Nicht essen, sondern versuchen, ...

kleine Käse

Leãozão

Ich genieße wirklich, diesen Austausch von Ideen. Aber warum tun oder auch weiterhin nicht in NOSSA TRAVESSA?

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor


TRADUTOR/TRADITOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified translator

ORA A HORA



Comentários recentes


Favoritos