Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


Comentários recentes


Favoritos


subscrever feeds



Mensagem de Boas Vindas

Este blogue é feito por Amigos para Amigos, porque a Amizade é uma das melhores coisas da vida. Quem vier por bem será bem acolhido. Sejam bem vindos!

Frases idiomáticas

por Henrique Antunes Ferreira, em 07.12.15

 

Há momentos e situações em que um homem é apanhado com as calças na mão. É tipicamente o caso de um adepto que perante a vitória da sua equipa diz que foi por poucochinho. Aliás o futebol tem expressões e frases idiomáticas que é melhor não transcrever por mor de algumas pessoas mais sensíveis; mas apesar disso vou contar uma estória que mete muitas dessas frases. Perdoar-me-ão, mas não resisto. 

 

O meu vizinho do 12º andar Frente é o Senhor Manuel João Martins,  empresário de construção civil (politicamente correcto pois antes era mestre de obras)  aposentado e vivendo dos rendimentos – que não devem ser poucos –  botando discurso, cá para mim as pensões são coisas sem pés nem cabeça e penso que também trazem pedra no sapato. E arrota do bacalhau com grão, o que os gajos do Governo Costa devem fazer é pôr as barbas de molho.

 

O Guedes, por seu turno é pensionista das antigas caixas de previdência e afirma com convicção que os “desgraçados” governantes que inventaram a PAF nas eleições para o Parlamento, lhe tinham roubado – e acentua roubado – uma boa parte da pensão que já era miserável e mais miserável ficou. É de um homem ficar de cabelos em pé. Pelos gajos eu não poria a mão no fogo. Sempre o disse e repito.

 

egas.jpg

 Egas Moniz

 

Raul Mendonça fora dono da Farmácia Tabuense, tive de a fechar, estava arruinado, com o aumento dos impostos não dava para um homem tirar uns cêntimos; e os ajudantes ficaram a ver navios, e eu estava farto de engolir sapos e nem tinha uma carta na manga. Antes optei por fechar o estaminé, pois já estava com a corda ao pescoço como o Egas Moniz quando se apresentou ao Afonso Henriques dizem que em Guimarães.

 

Para completar o quarteto da bisca lambida, o Chico funileiro da velha guarda acrescenta, um tanto ensonado, mas não vale a pena

e6c9g78gc5559ea7f9_truco-300x225.jpg

 

chorar sobre o leite derramado. Eu cá não vejo qualquer luz ao fundo do túnel, mais a mais com os chineses a mandar na EDP. De Portugal? Da República Popular da China é o que é. O que a malta dos pequenos devia fazer era pagar-lhes na mesma moeda. São uns verdadeiros testas de ferro de Pequim e… atalha o Martins, Beijing. Como pode ver-se não é só Martins que é fã das frases idiomáticas… Voltam à bisca, um ás vale mais que um rei, mas eu tenho um valete de trunfo, já vos demos um capote.

 

Mas não dicam por aqui as frases supra citadas; os termos usados pelos jogadores  - está no papo, com trunfo são duas, Vai pró caral... batota não, Como em todos os jogos há momentos de maior tensão (atenção: escrevi tensão...) Eu embarralho e tu cortas: estás a cortar ou a borrar-te de medo? Trouxeste cuecas castanhas?..Santa Paciência de quem jão faz nada e passa os dias a jogar à bisca pois já não teu cacau, a reforma é curta e é melhor estar sentado do quem pé... Sou reformado mas não jogo ao que quer que seja. Nem mesmo a feijões. E retiro-me do parque resmoneando; dali posso lavar as mãos como fez o Pilatos.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Comentários recentes


Favoritos


subscrever feeds